Cerca de 50 mulheres foram protestar na frente da Jovem Pan, na avenida Paulista, em São Paulo, nesta quarta-feira (13). Elas acusavam a emissora de apologia ao estupro.

De acordo com o jornalista Ricardo Feltrin, do portal UOL, houve princípio de tumulto e a polícia foi chamada para dispersar o ato.

As mulheres seguravam cartazes e gritavam palavras de ordem, pois, na última segunda (11), a Jovem Pan mostrou cenas do estupro cometido pelo médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra contra uma paciente sedada durante o parto. A gravação foi divulgada sem tarjas ou imagens “borradas”, exibindo a identidade da vítima.

As mulheres que manifestavam pediram a demissão dos envolvidos na exibição do vídeo, parte deles do programa Cidade Alerta, da Record.

De acordo com Ricardo Feltrin, ninguém foi ou será demitido por isso.

Yahoo

Deixe seu Comentário